terça-feira, março 31, 2009

As dificuldades de se fazer uma lista

É uma espécie de terapia montar essas listas anuais que me obrigam a ouvir discos que há mais de vinte anos eu não ouvia, e a conhecer outros que sempre quis conhecer, mas que iam para o fim da fila por motivos diversos.

A dificuldade vem do conflito de datas. Por exemplo, em diversos lugares o disco Out of Step, do Minor Threat aparece como de 1983. Em outros, incluindo o livro 1001 Discos para Ouvir Antes de Morrer, aparece como de 1984. Qual é o certo? Em qual informação confiar? All Music Guide, Rate Your Music, Music Brainz e Discogs não são 100% confiáveis. Mas são os melhores para se consultar.

Fora esse problema, ainda tem uma quantidade imensa de dúvidas, como por exemplo quanto ao disco que escuto agora, For to Next/And Not Or, de Steve Hillage. A parte For to Next deixa a desejar, mas a parte And Not Or, toda instrumental e bem parecida com o que o Gong fez no auge, é bem legal. Os dois discos já foram pensados para lançamento em conjunto, mas se fossem separados, certamente o segundo entraria na lista de 1983.

Existem também as surpresas e decepções. para desencargo de consciência, fui reouvir dois discos que odiei na época, e que a memória e audições futuras não sanaram: os discos de 1983 do De Barge (In a Special Way) e do Culture Club (Colour by Numbers). Dois belos discos, que talvez fiquem de fora da lista final por muito pouco.

No terreno das decepções, a mais marcante talvez seja a do disco de Lionel Richie, Can't Slow Down. Conhecia só os hits do disco, as excelentes "All Night Long" e "Hello", e me decepcionei bastante ao descobrir que o restante não só fica abaixo dessas duas como fica bem aquém do que se espera de um disco pensado para competir com Thriller.

Enfim, provavalmente no início de abril a lista fica pronta, e é postada aqui. Até lá, fico com a difícil tarefa de escolher 100, quando, nesse ano específico, seria muito mais fácil deixar só 50 ou escolher 150 de uma vez.

4 comentários:

Bury disse...

Minor Threat, que banda maravilhosa... Gosta de Fugazi também?

Rondi disse...

To imaginando se o ano fosse 72.ou 68...

Sérgio Alpendre disse...

eu ia enlouquecer, Rondi.

Bury, não curto muito o Fugazi não. Tá até escrito no verbete do Minor Threat. Mas preciso reouvir...

Sérgio Alpendre disse...

aliás, 72 provavelmente será o ano abordado depois de 1983